Pub
Pub
artigo
imprimir

A diabetes e a periodontite

A periodontite é uma doença caracterizada pela inflamação das gengivas. E está intimamente relacionada com a diabetes, sabia? Neste artigo explicamos-lhe porquê.

A periodontite é uma doença na qual as gengivas e os ossos do maxilar que rodeiam os dentes sofrem uma inflamação. É causada pela atividade das bactérias que vivem naturalmente na nossa saliva. Caracteriza-se por dor, sangramento das gengivas e, em casos extremos, pode mesmo levar à perda de dentes.

 

A diabetes é uma das doenças que aumenta o risco de vir a ter periodontite. Por outro lado, a periodontite influencia o controlo dos níveis de glicemia das pessoas com diabetes. A boa notícia é que é fácil de diagnosticar e de controlar. Por isso, não há razão para deixar de sorrir.

Entender a relação entre diabetes e periodontite

A relação entre a diabetes e a periodontite está bem estabelecida. Por um lado, a diabetes, principalmente se estiver mal controlada, aumenta o risco e a gravidade da periodontite. Por outro, a periodontite grave tem uma íntima relação com um mau controlo da glicemia (nível de açúcar no sangue).

 

Isto acontece porquê?

 

Na verdade, o mecanismo que leva a que estas duas doenças estejam tão relacionadas ainda não foi descoberto. Mas acredita-se que tenha que ver com processos de inflamação do organismo. Estes são muito frequentes na diabetes e podem então facilitar a ocorrência de periodontite. E vice-versa.

 

Aliás, sabemos que o excesso de açúcar no sangue decorrente da diabetes danifica os nervos, vasos sanguíneos e tem efeitos sobre os orgãos. O coração, rins, olhos e pés são normalmente as áreas mais afetadas pela diabetes. Por isso, não é de estranhar que as gengivas também possam sofrer danos que levam à periodontite.

 

Periodontite, diabetes, e outras complicações

 

Como se não bastasse a sua influência sobre os níveis de glicemia, a periodontite não tratada pode aumentar o risco de complicações relacionadas com a diabetes, como:

 

  • doença cardiovascular;
  • doença renal.
artigo

A diabetes e a periodontite

Sintomas de periodontite

 

No início, a periodontite é indolor e não apresenta sintomas. Mas visitas regulares ao dentista poderão levar a que seja detetada a tempo. Em fases mais avançadas os principais sintomas são:

 

  • sangramento das gengivas ao escovar os dentes e/ou comer;
  • gengivas inchadas;
  • vermelhidão;
  • recessão das gengivas (quando as gengivas parecem encolher, deixando mais área do dente visível);
  • dentes que abanam;
  • mau hálito.

Prevenir e diagnosticar

Embora em casos mais avançados a periodontite cause dor e sangramento das gengivas, esta é uma doença que pode passar anos sem sintomas. A melhor forma de a prevenir é ter alguns cuidados de higiene oral e de saúde tais como:

 

  • lavar os dentes 2 vezes por dia;
  • manter uma alimentação equilibrada;
  • vigiar o peso;
  • não fumar.

 

Além disso, recomenda-se visitar o dentista pelo menos 2 vezes por ano para um check-up e limpeza. Nestas visitas, o dentista poderá diagnosticar a periodontite numa fase inicial e proceder de imediato ao seu tratamento. A deteção precoce da periodontite reduz mesmo o risco de pré-diabetes.

 

As pessoas com diabetes devem partilhar o diagnóstico com o seu dentista. Isto levará a uma atenção redobrada no diagnóstico de doenças das gengivas. É também importante para os cuidados a ter com o material, cirurgias e evitar feridas – que no caso das pessoas com diabetes podem demorar mais tempo a sarar.

 

Embora não se entendam bem as razões, as evidências demonstram uma relação bilateral entre a periodontite e a diabetes. Controlar a diabetes reflete-se numa melhoria do estado periodontal. Por sua vez, tratá-la tem efeitos no controlo metabólico e nas complicações da diabetes. É de sobremaneira importante que as pessoas com diabetes vigiem de perto a sua saúde oral. Com uma boa higiene, hábitos alimentares saudáveis e visitas regulares ao dentista, é possível evitar ou diagnosticar a tempo uma periodontite. E, com isso, ajudar a manter a diabetes sobre controlo. São, sem dúvida, razões para sorrir.

 

Junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
  • British Society of Periodontology and Implant Dentistry

  • European Federation of Periodontology

  • Casanova L, et al. (2014)

artigo
imprimir
anterior seguinte